domingo, 6 de junho de 2010

COPA x ANIMAIS

A Copa chegou e comemorações com fogos de artifício são traumáticas para os animais, cuja audição é mais acurada que a humana. Quando usamos fogos de artifício, muitos animais da fauna silvestre morrem e sofrem alterações do ciclo reprodutor. Cães, gatos e cavalos sentem palpitações, taquicardia, salivação, tremores, sensação de insuficiência respiratória, falta de ar, náuseas,atordoamento, sensação de irrealidade, perda de controle, medo de morrer. Essas alterações físicas provocam, na conduta do animal,tentativas descontroladas de escapar, incentivadas pelo estado de pânico, que pode durar minutos ou mesmo horas,dependendo do tempo que durem as comemorações com fogos. Os cães latem em desespero e enforcam-se nas correntes. Eles e os gatos escondem-se em locais minúsculos, fogem para nunca mais serem encontrados, provocam acidentes nas vias públicas e são vítimas de atropelamento. Há animais que, pelo trauma, mudam de temperamento e chegam até ao suicídio. Adotando alguns procedimentos simples, pode-se diminuir o sofrimento deles: - procure um veterinário para sedar os animais, no caso de cães muito agitados; - evite acorrentá-los, pois poderão enforcar-se - acomode-os em um cômodo dentro da casa onde possa mantê-los em segurança, fechando as portas e janelas, bem como proporcionando iluminação suave - evite deixar muitos cães juntos pois, excitados pelo barulho, podem brigar até à morte - dê alimentos leves, pois distúrbios estomacais provocados pelo pânico levam à morte - identifique seus animais com placas na coleira, para o caso de fuga - tente colocar tampões de algodão nos ouvidos deles - estenda cobertores nas janelas e no chão, para abafar o som. Cubra-os com um edredon; - deixe o guarda-roupas aberto, mas prepare-se porque eles poderão urinar, por medo - coloque-os próximos a rádios ou TV ligados e vá aumentando o volume, antes dos fogos; - cubra as gaiolas dos pássaros - Florais de Bach: rescue + cherry plum + rock rose + mimulus + vervain + sweet chestnut ( * ) Estas essências, combinadas, funcionam bem para cães, gatos, aves e eqüinos Mande preparar em farmácia de manipulação ou homeopática, sem conservantes (ÁLCOOL, GLICERINA e similares), e guarde-a na geladeira (dura todo o vidro, independente do que digam) Dê 4 vezes ao dia, diretamente na boca do animal: 2 gotas para pequenas aves; 4 gotas para gatos e cães de pequeno e médio porte; 6 gotas para cães de grande porte. Para eqüinos, coloque 30 gotas no bebedouro, 4 vezes ao dia. Comece a ministrar o Floral 2 ou 3 dias antes das comemorações e continue até uma semana após. ( * ) receita da Drª. Martha Follain - mfollain@terra.com.br http://www.floraisecia.com.br/

A materia veio daqui http://www.apascs.org.br/

4 comentários:

Rutha/Pink/Barum/Luna disse...

Texto muito importante ! Aqui em casa é sempre um sofrimento. Nunca viajo no reveillon justamente por causa dos fogos. Desta vez comprei um calmante numa farmácia e manipulação, como é a 1ª vez que vou dar espero que funcione.
Também faço artesanato em madeira. Se bem que ultimamente ando preguiçosa pra fazer.
Beijos
Laís

Ms. Anabela disse...

Coloquei no nosssooo!
Valeu a dica, Glória!
beijos

PS: sinto mto por sua filha canina.

Bigode e focinho disse...

Oi Glória, desculpe a demora da resposta.
Com certeza conheço também os miados, quando não estão bem, etc...

Sinto muito pela perda de Deia, é um sentimento indescritível, não existe consolo.

Estás dicas sobre os fogos são muito importantes. Sofri muito com o Cão no primeiro ano de vida dele, no segundo com ajuda veterinária dei um sonífero bem leve. Foi muito engraçado, ele não queria de jeito nenhum se dar por vencido, ficava sentadinho com o branquinho dos olhinhos vermelhinhos, mas bem calminho.
Agora ele não da mais bola, dorme bem sossegado.
É muito amor, dá para escrever um livro com situações que passei com o Cão.


Bjus, Janice.

Clarice disse...

Amei a mensagem dos bigodes e fociunho, viu? Tempo curto, mas de coração agradecido.
Beijos e segura essa turminha aí. Aqui, felizmente, por enquanto sem muitos foguetes.